quinta-feira, 31 de maio de 2012

Thiago Neves após cirurgia: 'Em breve o guerreiro estará de volta'




Camisa 7 do Fluminense foi submetido a uma artroscopia no joelho esquerdo e deve retornar aos gramados após 45 dias
O apoiador Thiago Neves foi submetido a uma artroscopia no joelho esquerdo, na manhã desta quinta-feira, em um hospital na Zona Sul do Rio de Janeiro. A intervenção correu bem e logo após o término, o camisa 7 do Fluminense já mandou um recado para animar os torcedores tricolores.
- Graças a Deus correu tudo bem na cirurgia. Gostaria de agradecer ao doutor Victor Favilla, que me operou, ao Fluminense, que me deu todo suporte, e a todos que torceram por mim. Vou me dedicar ao tratamento de recuperação para voltar o mais rápido possível. Em breve o guerreiro estará de volta - afirmou.
Agora, ele ficará em observação e já deve iniciar o trabalho de fisioterapia na próxima semana. A previsão de retorno está entre 40 a 45 dias, deixando assim o jogador apto para  osegundo turno do Campeonato Brasileiro.


Fluminense está acima do Boca Juniors no ranking da Conmebol


Inter é segundo, mas Santos lidera se for campeão. Flu, Cruzeiro, Vasco, São Paulo, Fla, Palmeiras, Grêmio e Goiás são os outros brasileiros
A Conmebol divulgou mais uma atualização de seu ranking. O destaque ficou para o Corinthians, que atingiu sua melhor colocação desde que a lista passou a ser formulada, aparecendo em 18º, graças à classificação para as semifinais do torneio. Adversário do Timão na fase decisiva, o Santos aparece em sexto, mas passará a ser líder caso conquiste o torneio. A LDU do Equador aparece no topo da lista, seguida pelo Internacional, melhor colocado entre os brasileiros, mas eliminado da Taça Libertadores nas oitavas de final para o Fluminense.


O Tricolor está em nono, uma posição acima do Boca Juniors, seu algoz nas quartas da competição. O Cruzeiro vem logo em seguida na 11ª colocação. Depois do time mineiro, aparecem Vasco (15º) e São Paulo (16º). Flamengo (21º), Palmeiras (24º), Grêmio (27º) e Goiás (30º), fecham os brasileiros no ranking da Conmebol até o 30º (veja imagem abaixo).


A Universidad de Chile, que faz uma das semifinais contra o Boca Juniors, aparece na terceira posição. Os argentinos Vélez Sarsfield e Estudiantes são quarto e quinto, respectivamente. Libertad-PAR e Independiente aparecem em sétimo e oitavo, fechando os times do top 10.


Confira os 30 primeiros do ranking:
print ranking conmebol (Foto: Reprodução Site Oficial Conmebol)

Deco abriga jovem que fugiu de casa no ES para fazer teste em clube do Rio


O sonho de M. T. S, de 14 anos, sempre foi brilhar nos campos de futebol. Mas, vindo de uma família humilde, não conseguia colocar em prática o objetivo. Foi aí que resolveu sair do Espírito Santo e tentar a sorte no Rio de Janeiro. O garoto disse ter fugido de casa na última semana, esbarrado em uma série de contratempos e, com isso, conseguiu chamar atenção nas Laranjeiras. E em meio a jogadores consagrados, fez sua história chegar aos ouvidos de um dos maiores deles: Deco. O apoiador do Fluminense se sensibilizou com o que foi relatado pelo adolescente, abrigou-o em seu apartamento e vai pessoalmente tentar conseguir nesta quinta-feira o sonhado teste para o jovem em Xerém.


Maicon Theodoro, menino que ganhou camisa do Deco  (Foto: Rafael Cavalieri / Globoesporte.com)


M.T. no Flu com a camisa que ganhou de Deco (Foto: Rafael Cavalieri / Globoesporte.com)
M. passou a tarde inteira da última quarta em frente ao portão de entrada dos carros dos jogadores nas Laranjeiras. Contou sua história para alguns funcionários do clube, que repassaram para os jogadores. O primeiro a ouvir foi Edinho, que chegou a oferecer R$ 200 para ajudá-lo. O menino não aceitou. Dizia que queria apenas a oportunidade de realizar um teste. Deco então resolveu parar e escutar o que o menino tinha para dizer.
Ele disse que joga para caramba, não é? Vamos ver então "
Deco
O jovem contou que não conseguiu chance de mostrar seu futebol em Barra de São Francisco, cidade onde nasceu e foi criado no Espírito Santo. Com isso, disse ter fugido de casa escondido em um ônibus e sem avisar a sua mãe. Em Colatina, o motorista descobriu o esconderijo e o expulsou. O aspirante a jogador contou sua história para os demais passageiros que se uniram e pagaram a passagem para o Rio de Janeiro. Ao chegar à cidade na semana passada, disse que acabou assaltado.
Desconfiado ao ouvir a história, Deco pegou o telefone e entrou em contato com a família de M. Para não fazer estardalhaço, se identificou como "Anderson" e ouviu da mãe do menino que tudo era verdade. Por mais de uma vez, Deco disse que estava tudo bem e pedia calma à mãe do garoto, que acompanhava o diálogo com as mãos fechadas na altura do queixo demonstrando ansiedade.
- Eu vou ajudar, fique tranquila - dizia Deco, que só foi se identificar como jogador do Fluminense na hora de se despedir.
Após o diálogo, o camisa 20 tricolor colocou M. no telefone. Pelo que contou o garoto, que sonha ser meia como o próprio Deco, era o primeiro contato em pouco mais de uma semana. Emocionado, ele tranquilizou a mãe e disse que está mais perto do sonho.
- Fica tranquila. O pessoal no Fluminense é muito legal. Eles me ofereceram dinheiro, mas eu não queria. Meu sonho é ser jogador, e o Deco acreditou. Ele vai me ajudar. Vou provar para todo mundo que ria de mim que posso jogar futebol - disse M. ao telefone.


M.T. com o chinelo do Flamengo


Maicon Theodoro, menino que ganhou camisa do Deco  (Foto: Rafael Cavalieri / Globoesporte.com)


Deco acompanhou tudo com emoção. O jogador fez questão de providenciar para M. uma camisa do Fluminense, comprada por um funcionário do clube na loja oficial enquanto a conversa acontecia e disse que ele passaria a noite em sua casa. Neste meio tempo, tentava viabilizar via telefone a possibilidade de ele fazer o sonhado teste em Xerém. Ele preferiu não conceder entrevista antes de tudo se concretizar, mas, com o sorriso no rosto, resolveu apostar e pelo menos tentar ajudá-lo a realizar o sonho.
- Ele disse que joga para caramba, não é? Vamos ver então - disse rapidamente antes de entrar com o garoto em seu carro para levá-lo ao seu apartamento.
Antes das Laranjeiras, M. tentou o Flamengo
O Fluminense não foi a primeira opção do adolescente. Antes de tentar a sorte nas Laranjeiras, ele foi até a Gávea, sede do rival Flamengo. Chegando lá, não teve acesso aos jogadores. Com apenas a roupa do corpo, já que disse ter sido assaltado na rodoviária, ganhou de funcionários do clube um par de chinelos e uma camisa.
A camisa, por sinal, rendeu uma situação inusitada. Para poder contar sua história para os jogadores do Flu, M. teve de vestir o uniforme rubro-negro do avesso, já que nas Laranjeiras é expressamente proibido o uso de uma camisa do rival. Ele ainda ouviu piadinhas enquanto relatava sua saga.
- Agora teu time é Fluminense. Olha o teu padrinho - brincou um funcionário do clube.acervo musical, dispensando o uso de vários programas diferentes.eu crescimento em 2011 foi destaque, conforme o TIC Domicílios. No ano passado, o modem 3G estava presente em 18% dos lares brasileiros, contra 68% da banda larga fixa. Porém, o modem 3G cresceu oito pontos percentuais em relação à medição de 2010, ao mesmo tempo em que as conexões de banda larga fixa permanecem no mesmo patamar do ano anterior.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Deco se explica e sugere amistoso entre Flu e Porto em despedida


Meia fez questão de afirmar que também tem carinho especial pelo Fluminense. Foto: Dhavid Normando/Photocamera/Divulgação




Meia fez questão de afirmar que também tem carinho especial pelo Fluminense


Depois de dizer à rádio portuguesa Antena 1 que gostaria de atuar novamente com a camisa do Porto por pelo menos seis meses, o meia Deco publicou nesta quarta-feira em seu perfil oficial no Facebook um esclarecimento a respeito das declarações. Ele aproveitou a ocasião para dizer que gosta da ideia de que sua despedida do futebol seja com uma partida entre Fluminense e Porto.


Apesar da intenção de Deco, que se diz "feliz" no Fluminense, o meia ainda tem contrato com o time carioca até final do ano. Portanto, ele só poderia reforçar o Porto em 2013, quando também pretende pendurar as chuteiras.
Confira abaixo o esclarecimento de Deco:
Galera, só para esclarecer uma entrevista para uma rádio em Portugal, em que eu disse que gostaria de terminar minha carreira no Porto. Queria esclarecer o seguinte: Passei por muitos clubes e estou sendo muito feliz no Fluminense!
O Porto foi com certeza o clube que me abriu as portas para ser o que sou hoje, como o Barcelona me fez grande, o Chelsea me abriu as portas em um momento difícil na minha carreira e o Fluminense me trouxe a alegria de volta e a oportunidade de voltar a jogar no Brasil depois de tantos anos!
Disse que gostaria sim de jogar um jogo de despedida no Estádio do Dragão. Como quero acabar minha carreira no Fluminense. Por isso seria legal um jogo de despedida entre o clube que me deu tudo na Europa e o clube que me abriu as portas do Brasil de volta e onde sou muito feliz!
Sei que é um pouco longo mas precisava dizer o que sinto! Abraço a todos que torcem e gostam do meu futebol!"

Thiago Neves passará por cirurgia


Thiago Neves, Fluminense (Foto: Dhavid Normando / Photocamera)


Thiago Neves  vai desfalcar o Flu de 40 a 50 dias.
Meia vinha convivendo com dores no joelho esquerdo e tinha cirurgia prevista para depois da participação na Libertadores. Procedimento será nesta quinta
A previsão feita há um mês vai virar realidade nesta quinta-feira. Thiago Neves, que em abril revelou vir jogando com dores no joelho esquerdo, vai passar por uma artroscopia no local e deve desfalcar o Fluminense de 40 a 50 dias. Com isso, a tendência é que o apioador volte à equipe só na partida contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, em 22 de julho, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro
- Como já era do conhecimento de todos, o Thiago Neves vinha jogando com uma lesão no menisco. Não estava atrapalhando seu desempenho, mas é uma dor que incomodava. Como ele estava jogando sem prejuízo, optamos por esperar. Agora que temos essa parada, é a hora. O Brasileiro está começando agora e o momento é propício. Se esperássemos mais, poderíamos ter de fazer com urgência, o que seria pior - explicou o médicoDouglas Santos.
Após a eliminação do Fluminense para o Boca Juniors, na Taça Libertadores da América, o departamento médico do clube chegou a se reunir na semana passada para marcar a cirurgia. Porém, havia a expectativa de que o procedimento, o mesmo realizado em Conca depois do Campeonato Brasileiro de 2010, pudesse ser adiado, em razão do jogador se sentir melhor e não precisar passar por um trabalho diferenciado de recuperação após as partidas.

Sala de troféus do Fluminense será inaugurada em Julho


Perto de completar 110 anos, em julho, o Fluminense tenta se rejuvenescer. Seja pela inauguração da nova sala de troféus das Laranjeiras, com abertura prevista para o fim de junho, ou pelo projeto de adesão de mais associados, o clube pretende ser vanguarda outra vez. Mas a tarefa não é simples. A diretoria esteve reunida com representantes do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) para decidir os detalhes finais da reabertura da sala de troféus. A previsão de um dirigente é que o local estará apto para a inauguração no dia 23 de junho, um sábado.
Localizado aos pés da escada de acesso ao salão nobre das Laranjeiras, o espaço é, na visão dos dirigentes, mais do que uma vitrine das conquistas do clube. A nova sala de troféus faz parte de um conjunto de atrativos para os torcedores se associarem ao Fluminense dentro do novo pacote planejado pela diretoria, que depende da aprovação do Conselho Deliberativo. Para isto, é necessário fazer uma alteração no estatuto do clube.
O presidente Peter Siemsen enviou ao conselho a proposta de alteração estatuária para criar o sócio-futebol. Esta categoria de associados pagaria uma taxa de até R$ 60 e teria acesso limitado às dependências do clube, como, por exemplo, a sala de troféus e o bar temático que será inaugurado em frente. E também terá direito a voto nas eleições presidenciais.
O presidente afirmou que esta é a única maneira de tornar o clube economicamente viável. Os conselheiros, até o momento, se mostraram contrários à ideia e a proposta ainda nem foi enviada à pauta para votação. Um deles afirmou que não passará.
O time voltará a treinar nesta quarta após dois dias de folga. Com o Campeonato Brasileiro paralisado devido aos amistosos da seleção, o Fluminense recomeçará na competição no dia 6 de junho, contra o Santos. Abel Braga esperar contar com Deco, que trabalhou no campo na terça apesar da folga.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Selo em homenagem ao título da Copa Rio ficará até o fim do ano


selo camisa Fluminense título mundial (Foto: Divulgação)


Fluminense mostrou a novidade no primeiro jogo com o novo uniforme, diante do Figueirense. Torcedor pode ter a logo na própria camisa


O Fluminense lançou os novos uniformes na última semana e os modelos ousados não agradaram aos torcedores. Mas, para celebrar sua história, o clube preparou uma novidade. Em alusão aos 60 anos da conquista de maneira invicta da Copa Rio de 1952, competição que o clube luta para ser reconhecido como Mundial, o Tricolor lançou um selo comemorativo que será estampado acima da reprodução da Taça Olímpica nos uniformes. No jogo contra o Figueirense o desenho, que vai ser utilizado até o fim da temporada, já estava lá.


Selo comemorativo em alusão aos 60 anos do título da Copa Rio de 1952 (Foto: Divulgação)
A outra novidade é que o torcedor que comprar o uniforme novo tem a possibilidade de fazer o mesmo. O selo pode ser adquirido nas lojas esportivas especializadas. A personalização de camisas já aconteceu quando o terceiro uniforme grená com detalhes em dourado vinha sem o selo em alusão ao título Brasileiro de 2010. O torcedor optava em colocar ou não.
As novas camisas custam R$ 189,90 (sem número) e R$ 199,90 (com número). Aquelas com tecnologia TechFit, que ajuda a melhorar a performance do atleta em qualquer condição climática, serão vendidas em uma embalagem especial, por R$ 299,90. As versões feminina e infantil custam R$ 149,90.

Abelão festeja volta dos lesionados


Photocamera
jogo contra o Figueirense, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense atuou com uma desfigurada devido aos desfalques. No entanto, após o jogo do último domingo, Abel Braga comemorou o retorno de alguns atletas para o próximo confronto, daqui dez dias, contra o Santos, na Vila Belmiro.
“Até lá teremos um time forte até lá. O Valencia começa um trabalho segunda-feira, Elivélton já está treinando, na quarta o Bruno se juntará ao grupo também. Isso é importante até para você melhorar mental”, afirmou o técnico.


Além dos atletas citados, Abelão terá também os retornos de Deco e de Wellington Nem, hoje, defendendo o Brasil.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Carlinhos reclama de árbitro por expulsão de Wallace


Lateral do Flu disse que árbitro Nielson Nogueira Dias não foi 'coerente' ao distribuir cartões na partida contra o Figueirense


Veja as imagens de Fluminense x Figueirense (Foto: Bruno de Lima)


Carlinhos não viu coerência no critério do árbitro Nielson Nogueira Dias 


A expulsão do zagueiro tricolor Wallace, no primeiro tempo de Fluminense x Figueirense, na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, fez o lateral-esquerdo Carlinhos reclamar do árbitro da partida deste domingo no Engenhão, o pernamubucano Nielson Nogueira Dias. Para ele, o juiz não mostrou "coerência" ao expulsar o defensor, pelo segundo cartão amarelo.
Carlinhos comentou que Nielson não teve o mesmo critério com jogadores do Figueirense no primeiro tempo, especialmente em jogadas que o Tricolor tinha a seu favor, na direção do gol.
- O juiz tem de ser coerente. O cara do Figueirense deu carrinho, parou uma jogada de gol e ele não deu cartão. Encostamos nos jogadores deles e ele deu. Ele precisa ser coerente - esbravejou.

Abel elogia garotada e define Marcos Junior: 'O menino é sangue bom

Técnico exalta juventude tricolor, diz que o ideal não é usar todos ao mesmo tempo e revela ajuda dos mais experentes




Marcos Junior fez um gol e deu passe para outro. Fábio demonstrou personalidade. Samuel lutou "até a morte". Matheus Carvalho cumpriu sua função tática. Essas foram as definições de Abel Braga para a garotada tricolor que esteve em campo neste domingo no empate em 2 a 2 com o Figueirense, no Engenhão (veja os melhores momentos do jogo no vídeo ao lado). Além de ter lembrado que lançou Alexandre Pato e Ibson, o técnico deu as receitas para aproveitar a fórmula da juventude do Fluminense.
- A garotada tem nos ajudado bastante, vimos coisa boa. Isso já vem do jogo com o Corinthians. Eles estão respondendo muito bem. O que não é ideal é usar vários garotos, o melhor é quando você coloca um, dois, e os demais são os titulares da equipe. Sempre foi assim comigo, o Ibson, Pato, uma série de jogadores novos que lancei - afirmou Abel Braga.
O técnico tricolor citou algumas características de jogadores que o agradaram no empate com o Figueirense:
- Fábio entrou muito bem, a gente pode contar, tem personalidade. Samuel luta até a morte, não tem bola perdida, e o Matheus cumpriu sua função taticamente.


Questionado sobre Marcos Junior, 18 anos, Abel foi só elogios.
- O garoto está muito bem centrado. Normalmente, quando sai de Xerém, vem como uma conduta muito boa, sabendo exatamente a grandeza e tradição do clube. Esse menino é sangue bom, muito na dele, tranquilo. E só saiu do jogo porque levou uma pancada na canela. Mas acho que está num caminho muito bom.
Mas Abel não ficou só nos elogios, até porque o lateral-direito Wallace foi expulso aos 40 minutos do primeiro tempo e prejudicou muito a equipe:
- Menino também tem de ter um pouco de responsabilidade.
O técnico revelou a receita para que a garotada tenha sucesso: a lição aprendida com os mais experientes.
- O pessoal mais velho, top, dá um moral muito grande pra eles, caso do Fred, Deco, Edinho... essa troca fica uma coisa saudável - afirmou Abel.
Com muitos jogadores no departamento médico, o treinador disse que chamará atletas dos juniores para compor o elenco nos treinamentos:
- A equipe do juniores está em primeiro lugar do campeonato, 

sábado, 26 de maio de 2012

Nova camisa do Flumiense como poderia ser?

Os uniformes lançados recentemente pelo Fluminense não agradaram nem um pouco a galera.
Temos tantos modelos lindos e atual para ser seguido que adidas fabrica para clubes que ela patrocina.
Segue alguns modelos pelo sugerido pelo Desing que na minha visão seriam muito mais bonitos e seria bem aceitado pelos tricolores;










]]






Fluminense lança nova camisa para temporada 2012/2013

Uniforme número 1 tricolor do Fluminense 2012 (Foto: Arte Esporte)



Clube apresenta modelos 4 e 5 para este ano. Camisa 1 do ano passado será mantida para a disputa do Brasileirão


Uniforme número 2 branca do Fluminense 2012 (Foto: Arte Esporte)


O Fluminense apresentou nesta sexta-feira as camisas 4 e 5 para a temporada deste ano. O time continuará usando a camisa 1 do ano passado. O novo uniforme tricolor terá faixas grenás um pouco mais largas, com as brancas cortadas por dentro pelas verdes.

Além disso, as camisas terão a Taça Olímpica bordada do lado direito do peito. Um outro destaque do novo material é a inclusão de um logo alusivo à comemoração dos 110 anos de história do clube.

Os novos uniformes já estão à venda nas lojas da fornecedora de material esportivo do clube (Adidas), nas lojas oficiais do Fluminense e no varejo. Os preços para adultos variam entre R$ 189,90 e R$ 299,90. As versões feminina e infantil serão comercializadas por R$ 149,90.

“Mais uma vez, seguimos a tendência mundial do mercado de futebol na busca de produtos diferenciados sem, no entanto, abrir mão da nossa tradição nas camisas 1 e 2”, afirma Idel Halfen, vice-presidente de Marketing, Publicidade e Relações Externas do clube.
Fluminense Camisa Nova 2012

Camisa Adidas Fluminense 2012

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Fred: "O Fluminense é a minha vida"


Fora do jogo, capitão sofre e declara seu amor ao clube

Photocamera

Um dos primeiros a chegar ao vestiário, após eliminação da Taça Libertadores da América, o atacante e capitão Fred, ausente por causa de uma lesão na coxa direita, fez questão de receber os companheiros de time e passar uma palavra de incentivo. 

“Nestas horas não tem muito que dizer. Este é um grupo fechado por tudo o que já passamos. A base é a mesma desde 1999. Tentei dar uma palavra de incentivo, mas não adiantou muito. Está todo mundo chorando”, disse em entrevista exclusiva a repórter Carla Matera, da Super Rádio Tupi e do Superesportes. 

Fred disse que se sente orgulhoso do seu time. 

“Esse grupo é exemplo de dedicação, nós sabemos que isso acontece no futebol, mas a galera, dentro do possível, está tranquila, pois a gente olha um no olho do outro e sente orgulho da luta, do esforço. E tenho certeza, pela reação das arquibancadas, que torcida também tem consciência disto”, afirmou. 

O capitão tricolor revelou que sofreu por não poder entrar em campo. 

“Sou um péssimo torcedor, fico nervoso, antes do fim eu já queria deixar o estádio, não queria saber como terminaria... Dói não poder estar em campo e ajudar os meus companheiros. Dói até mais do que a coxa”, garantiu e finalizou com uma declaração de amor. 

“O Fluminense é a minha vida. Há muito tempo criei laços com o clube, com a torcida... Aqui é a minha segunda casa. Quero voltar o mais rápido possível para poder ajudar os meus colegas e dar alegria para os torcedores”.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Mesmo com a queda, torcida do Flu se rende ao time



Lágrimas. Olhares perdidos. Cabeças enterradas no peito. Corpos desabados no gramado. Os instantes logo após o apito final da partida desta quarta-feira entre Fluminense e Boca Juniors, no Engenhão, pareciam ter sido tirados de um filme de guerra. A batalha na Copa Santander Libertadores acabou repentinamente após o empate em 1 a 1. Mas a torcida reconheceu o esforço do time e o aplaudiu após o jogo.
- Todo mundo se empenhou, se entregou. Estamos saindo com palmas porque o torcedor reconheceu a nossa luta - disse Thiago Neves, ainda com a voz embargada.

Abel e Fluminense entrega o jogo no ultimo minuto



O Fluminense teve um ótimo desempenho no primeiro tempo e no segundo teve uma queda de rendimento, porém se manteve melhor que o time Argentino.
O fato foi que houve duas alterações que ao meu ver foi fator principal para o gol sofrido no final.
Abel substituiu Wagner e colocou Welinton Nem e logo após substituiu Rafael Sóbis por Marcos Junior, no final do jogo ele deixou um buraco no meio de campo onde foi o causador da jogada do gol e o Wagner estava bem na partida não era ele para se substituído, poderia tirar o He-man pois não estava bem no jogo.



quarta-feira, 23 de maio de 2012

Da Itália, Thiago Silva vê Flu superior ao Boca e aposta na vaga tricolor


Monstro não acha time argentino tão forte e mantém torcida pelo clube de seu coração. Por causa do fuso, zagueiro vai dormir tarde para ver o jogo


Thiago Silva Fluminense 2008 (Foto: Photocâmera)




No Engenhão, serão mais de 35 mil tricolores fazendo festa e torcendo muito por uma classificação para as semifinais da Libertadores diante do Boca Juniors. Pelo Brasil e pelo mundo, milhões de torcedores estarão ligados acompanhando o Fluminense. Mas um em especial está muito confiante. Diretamente de Milão, Thiago Silva já iniciou a concentração para acompanhar o time de coração. Apelidado de Monstro pela torcida que tanto o idolatra, o zagueiro do Milan não perdeu um jogo sequer e garante que não vê o Boca Juniors como um bicho de sete cabeças.
O único porém apontado por Thiago Silva é o fato de o Fluminense não poder sofrer gols. Caso o Boca marque, o time teria a obrigação de balançar as redes três vezes. Em caso de vitória por 1 a 0, o Flu decide nos pênaltis. Isso pode gerar uma ansiedade nos jogadores, que precisa ser controlada pelo técnico Abel Braga.
- O Fluminense tem totais condições de passar. Até com certa facilidade, porque não vejo o Boca como uma grande equipe em termos de valores. Mas pode ser difícil por um outro lado. O Fluminense não pode tomar gol e isso causa insegurança e ansiedade - afirmou.


Thiago Silva comemora seu gol pelo Fluminense diante do Boca em 2008 (Foto: Photocâmera)
Thiago Silva vem acompanhando os jogos pela televisão. Como na Itália o fuso horário é de cinco horas a mais, o zagueiro comemorou e muito o fato de a partida começar às 19h30m (horário de Brasília). Caso fosse às 22h (de Brasília), o Monstro veria a bola rolar já no meio da madrugada. E isso causaria um problema, já que na quinta-feira o zagueiro se apresenta com os demais jogadores europeus convocados para a Seleção Brasileira, que irá disputar três amistosos nos Estados Unidos.
- Ainda bem que é mais cedo. Assim eu não fico tão cansado. Mas vou assistir como sempre faço ao lado da minha família e torcendo muito do início ao fim pelo Fluminense. Acredito muito na classificação - disse.
Em 2008, Monstro deixou sua marca contra o Boca
Thiago Silva tem grandes recordações do Boca Juniors. No jogo de ida pelas semifinais da Libertadores de 2008, o zagueiro marcou o primeiro gol do Fluminense de cabeça após cruzamento de Thiago Neves. A partida terminou empatada por 2 a 2 (veja no vídeo acima). No jogo seguinte, o Flu saiu perdendo, mas conseguiu uma virada diante de um Maracanã completamente lotado e venceu por 3 a 1, conquistando a vaga na final. A partida até hoje está na memória do ídolo tricolor.
- Realmente foi um dia muito especial. Primeiro pelo gol no jogo de ida e depois pela vitória e pela festa no jogo de volta. Tomara que o Fluminense consiga novamente chegar lá - finalizou

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Fluminense não diz que camisas divulgadas na Internet são falsas




Modelo com menos listras brancas e verdes já causa polêmica | Foto: Reprodução Internet
Rio -  Supostos novos uniformes do Fluminense, que devem ser lançados ainda neste mês, vazaram na Internet no último domingo. Uma das grandes novidades é a camisa número 1, que aparece com menos listras verdes e brancas. O modelo foi aprovado pelo Conselho por apenas dois votos e já gera polêmica.
O Fluminense emitiu em seu site oficial uma notificação em que não afirmou que os uniformes divulgados são falsos e afirmou que vai entrar em contato com o fornecedor de material esportivo para cobrar explicações.


Confira o comunidado:


“O Fluminense Football Club foi surpreendido neste domingo (20/03) com imagens dos uniformes novos fabricados pela adidas – que nem sequer foram lançados – disponíveis em sites na internet. O Fluminense lamenta profundamente o ocorrido e já entrou em contato com a adidas, cobrando explicações a respeito.”





As demais fotos foram tiradas por um torcedor em um shopping da Zona Norte do Rio de Janeiro, segundo o site Net Flu. De acordo com as informações, a camisa preta e laranja seria de goleiro, a cinza e azul, de treino, e a branca, de jogo, a número 2.




domingo, 20 de maio de 2012

Venda de ingressos para Flu x Boca inicia neste domingo


Imagens da torcida do Fluminense (Foto: Cleber Mendes)


Preços variam entre R$ 40 e R$ 60. Para a torcida do Boca Juniors, os ingressos saem mais caro: R$ 70


Começa neste domingo a venda de ingressos para o jogo de volta das quartas de final da Copa Santander Libertadores entre Fluminense e Boca Juniors, na próxima quarta-feira, às 19h30 (horário de Brasília), no Engenhão. A expectativa é a de que os 35.514 ingressos colocados à venda se esgotem.
As entradas custam R$ 40 (setor Sul), R$ 60 (setores Oeste Superior e Inferior e Leste Superior e Inferior) e R$ 70 (setor Norte, para a torcida do Boca). Estudantes têm direito a meia-entrada. Idosos, deficientes físicos e menores de 12 anos têm direito aos 4 mil ingressos de gratuidade.
O Fluminense precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar às semifinais, já que perdeu o primeiro jogo, na La Bombonera, por 1 a 0. Em caso de vitória pelo placar mínimo, a vaga será decidida nos pênaltis. Qualquer vitória do Flu por um gol de diferença, desde que o Boca marque no Engenhão, a vaga é dos argentinos.
PREÇOS
Setor Sul - R$ 40,00
Setor Oeste Superior – R$ 60,00
Setor Oeste Inferior – R$ 60,00
Setor Leste Superior – R$ 60,00
Setor Leste Inferior – R$ 60,00
Setor Norte (visitante) - R$ 70,00
PONTOS DE VENDA (10h às 17h)
Sede do Fluminense – Laranjeiras
São Januário (Bilheteria 11)
Posto ALE – Rua General Góis Monteiro, 195 – Botafogo
Casa Vila da Feira – Rua Haddock Lobo, 195 – Tijuca
Loja Nação Cruzmaltina – Rua São João, 34 - Niterói (Só a partir de segunda)
Engenhão - Bilheteria Leste (Só a partir de segunda)

sexta-feira, 18 de maio de 2012

No desembarque do Flu, Abel Braga se impressiona: 'Essa torcida é diferenciada'


Delegação do Fluminense é recebida por cerca de 50 tricolores no Galeão, um dia após a derrota para o Boca Juniors

Desembarque do Fluminense (Foto: Paulo Sergio)

O Fluminense foi bem acolhido no retorno de Buenos Aires. Cerca de 50 torcedores tricolores estiveram no Aeroporto Internacional Tom Jobim para receber os jogadores nesta sexta-feira, dia seguinte à derrota para o Boca Juniors (ARG), no jogo de ida das quartas de final da Copa Santander Libertadores.
- Ficamos muito felizes. Depois de um jogo como esse, sermos recebidos por essa torcida maravilhosa, fazendo esse barulho todo... É realmente uma torcida diferenciada. Esperamos que os jogadores peguem essa energia e a coloquem em campo na quarta-feira - disse Abel Braga, já pensando no segundo jogo do confronto, no Engenhão.


Cartolinha do Flu esteve presente no desembarque (Foto: Paulo Sérgio)


   
A maior parte do grupo de tricolores que estavam no aeroporto era composta por torcedores que haviam ido a Buenos Aires acompanhar a partida na Bombonera. Já no Rio de Janeiro, eles decidiram aguardar a saída dos atletas para mostrar apoio.
Um dos mais ovacionados foi o lateral-esquerdo Carlinhos, expulso ainda no primeiro tempo da partida.
- Se o Fluminense jogar no Engenhão como fez na Bombonera, e com 11 jogadores, vamos sair com a classificação - comentou o treinador do Flu.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Abel critica árbitro e dispara contra a Conmebol: 'Não quer final brasileira'


treinador diz que Flu jogou contra 12 em campo na derrota por 1 a 0 para
o Boca Juniors e pede arbitragem mais justa para partida de volta, no Rio


Abel Braga, Boca Juniors x Fluminense (Foto: Agência Reuters)

A reclamação do Corinthians contra o árbitro colombiano José Buitrago, há duas semanas, agora virou tricolor. Para Abel Braga, o juiz foi o responsável pela derrota por 1 a 0 do Fluminense para o Boca Juniors (veja os melhores momentos no vídeo ao lado), na noite desta quinta-feira, na Bombonera, pelas quartas de final da Taça Libertadores da América. O técnico reclama de um pênalti não marcado a favor do time brasileiro, num lance em que Roncaglia cortou a bola com o braço, e fez duras críticas à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).
- Logo na primeira falta do jogo me veio a partida do Corinthians contra o Emelec na cabeça. Esse árbitro é caseiro. Na verdade, ele não é um árbitro, ele compactua com o que quer a Conmebol. E a Conmebol não quer uma final brasileira - afirmou.
Abel teve o lateral-esquerdo Carlinhos expulso aos 34 minutos do primeiro tempo, mas, segundo o treinador, o Fluminense jogou com dois a menos, colocando-se contra o juiz. Apesar da derrota, o comandante tricolor demonstrou confiança quanto à classificação na partida de volta e pediu uma arbitragem justa.
- Não é fácil começar o jogo com 11 e terminar com dez contra 12. Porque o Boca não teve ninguém expulso e ainda contou com o árbitro. No Rio, se tivermos uma arbitragem justa, se jogarmos 11 contra 11, podemos conseguir a classificação. Lá, não tem colher de chá, vai ser pauleira.
Fluminense e Boca Juniors voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 19h30m (de Brasília), no Engenhão. O Tricolor precisa vencer por dois gols de diferença para ir à semifinal, enquanto a equipe argentina vai jogar pelo empate. Se o placar se repetir a favor dos brasileiros, a decisão da vaga vai para os pênaltis.




Peter Siemsen quer 50 mil sócios em novo plano do Fluminense






Foto: Divulgação/Fluminense F.C.

O Fluminense não quer mais vender jovens atletas para pagar suas dívidas. Para isso, o presidente Peter Siemsen tentará passar no conselho o projeto de uma nova modalidade de associação. O sócio futebol é um plano voltado para o torcedor da arquibancada, que terá a possibilidade de assistir aos treinos, pagar meia-entrada e direito a voto. O objetivo é democratizar o clube com a adesão de 50 mil sócios, como disse o presidente Peter Siemsen aos torcedores presentes durante a viagem para a Argentina.

"Esse projeto tem que ser um caminho sem volta. O conselho deliberativo tem obrigação de aprovar essa proposta. É imprescindível. Nosso desafio será colocar 50 mil sócios nesta categoria. Não tenho a menor dúvida que com isso não venderemos nossas promessas para pagar nossas dívidas. É nosso sonho. Eu sou um torcedor na presidência e queremos democratizar o clube o tornando ainda maior." 

Peter ainda convocou os torcedores que são sócios do clube a fazerem pressão para que o projeto seja aprovado no Conselho. Para o mandatário, o interesse da minoria não pode prejudicar a democracia.

"Façam pressão por isso. Vamos ficar em cima de cada conselheiro, porque se isso não for aprovado vamos ter que repensar o Fluminense. Aqueles que estiveram na construção da dívida de 400 milhões não podem inviabilizar fundamental para a oxigenação financeira do clube."

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Nova camisa tricolor será 'ousada'




Peter Siemsen Fluminense (Foto: Ralff Santos / FluminenseFC)

Camisa número 1 atual não sairá de linha para atender os 'tradicionalistas', revela Peter Siemsen. Modelo deve ter linhas assimétricas na largura


Ousada. Assim será a nova camisa tricolor do Fluminense, segundo o próprio presidente do clube. De acordo com Peter Siemsen, o novo modelo número 1 não deve agradar aos torcedores mais "tradicionalistas". Por isso, a camisa tricolor atual continuará a ser vendida.
- Vamos ter cinco uniformes à venda, neste ano, no mercado. É algo inédito. Vamos ter as duas camisas novas (tricolor e branca), a grená e uma edição limitada dos 110 anos, de 41 mil e tantos kits. E vamos ter a número 1 atual à venda também. Como a tricolor nova é ousada, para os tradicionalistas não ficarem sem (camisa), eles terão a atual tricolor à venda - disse, em entrevista.
Peter Siemsen também disse que a fornecedora prepara novos produtos e que também trabalha na criação de uma loja do Fluminense.
- Teremos também maior opção de roupas de crianças. Estamos trabalhando num programa de novos produtos, de 20 a 40 itens, na modelação da nova loja Fluminense também com a Adidas. E trabalhando também na nova loja dentro do clube. O problema da loja no clube é de tombamento, área de uso, e não queremos fazer nada de que amanhã a gente se arrependa.
Segundo apuração do GLOBOESPORTE.COM, a nova camisa tricolor terá listras assimétricas na largura - ou seja, umas mais fina do que as outras. O modelo seria tão ousado que gerou polêmica em votação do Conselho Deliberativo, nas Laranjeiras. O presidente chegou a subir à tribuna para pedir a aprovação, já que até o grupo político de sua base eleitoral votou em bloco contra a novidade. Mesmo com o apelo de Peter Siemsen, o resultado foi apertado, com uma diferença de apenas dois conselheiros a favor do novo uniforme.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Flu recebeu ontem o Troféu pela federação de Campeão em festa, Deco recebe troféu de Melhor Jogador




Prêmio Craque do Carioca, Fluminense Campeão (Foto: André Durão / Globoesporte.com)
Depois da conquista do título, após a vitória sobre o Botafogo por 1 a 0, a festa do Fluminense ficou completa nesta segunda-feira, na premiação dos melhores do Campeonato Carioca. O time levantou a taça no palco do evento, realizado numa casa de shows da Zona Sul, e teve Deco sendo eleito o craque da competição. No entanto, foi o Vasco que cedeu o maior número de representantes para a seleção: cinco contra quatro do Flu, incluindo o técnico Abel Braga.
O Flamengo teve dois jogadores, e o Madureira, um. O vice-campeão Botafogo não teve representante na seleção, que ficou escalada com Diego Cavalieri (Fluminense), Fagner (Vasco), Dedé (Vasco), Thiago Medeiros (Madureira) e Carlinhos (Fluminense); Romulo (Vasco), Kleberson (Flamengo), Deco (Fluminense) e Felipe (Vasco); Vagner Love (Flamengo) e Alecsandro (Vasco).
Além de craque do campeonato, Deco recebeu outros dois prêmios na noite: melhor meia 1 e gol mais bonito (sobre o Vasco, na final da Taça Guanabara). Dedé recebeu o troféu Paixão RJ, de jogador mais querido pelos torcedores.


- Foi muito legal, mas o mais importante é o título. Os prêmios individuais são bacanas, mas sem o título não teriam o mesmo sabor - disse Deco.


Jogadores do Fluminense sobem ao palco para levantar a taça (Foto: André Durão / Globoesporte.com)
Depois de uma certa polêmica, o árbitro da final do Carioca, Marcelo de Lima Henrique, entregou no palco uma bola da decisão para o presidente tricolor Peter Siemsen, que representou o atacante Rafael Moura, ausente no evento. O árbitro foi apontado como o melhor do campeonato.
Outro momento marcante foi a entrega do Prêmio Energia RJ para o torcedor mais fanático. O pequeno vascaíno Hugo, que tem deficiência visual, foi o escolhido. Ele costuma entrar em campo com os atletas e foi homenageado pelo atacante Alecsandro em uma comemoração de gol.
Confira abaixo as premiações da noite.


Craque do Carioca
Deco (Fluminense)
Revelação:
Wellington (Resende - contratado pelo Flamengo)


Artilheiros:
Alecsandro (Vasco) e Somália (Boavista), com 12 gols

Goleiro:
1º Diego Cavalieri (Fluminense)
2º Jefferson (Botafogo)
3º William Alves (Bangu)


Lateral direita:
1º Fagner (Vasco)
2º Léo Moura (Flamengo)
3º Wellington (Resende - contratado pelo Flamengo)
Lateral esquerda:
1º Carlinhos (Fluminense)
2º Thiago Feltri (Vasco)
3º Márcio Azevedo (Botafogo)
Zagueiro 1:
1º Dedé (Vasco)
2º Antônio Carlos (Botafogo)
3º Marcelinho (Resende)


Dedé recebeu prêmios de zagueiro e Paixão RJ (Foto: André Durão / Globoesporte.com)
Zagueiro 2:
1º Thiago Medeiros (Madureira)
2º Fábio Ferreira (Botafogo)
3º Diego Guerra (Friburguense)
Volante 1:
1º Romulo (Vasco)
2º Valencia (Fluminense)
3º Marcello Mattos (Botafogo)
Volante 2:
1º Kleberson (Flamengo)
2º Renato (Botafogo)
3º Diguinho (Fluminense)
Meia 1:
1º Deco (Fluminense)
2º Juninho (Vasco)
3º Fellype Gabriel (Botafogo)
Meia 2:
1º Felipe (Vasco)
2º Thiago Neves (Fluminense)
3º Almir (Bangu)
Atacante 1:
1º Vagner Love (Flamengo)
2º Wellington Nem (Fluminense)
3º Elias (Resende)


Love (ao lado de Elias) ficou em primeiro lugar como Atacante 1 (Foto: André Durão / Globoesporte.com)
Atacante 2:
1º Alecsandro (Vasco)
2º Loco Abreu (Botafogo)
3º Somália (Boavista)
Técnico:
1º Abel Braga (Fluminense)
2º Oswaldo de Oliveira (Botafogo)
3º Cleimar Rocha (Bangu)
Árbitro:
1º Marcelo de Lima Henrique
2º Luis Antonio Silva Santos
3º Wagner Nascimento Magalhães


Confira os vencedores dos prêmios especiais:


Beleza RJ - o gol mais bonito:
Golaço de Deco, do Fluminense, contra o Vasco (final da Taça Guanabara)
Inovação RJ - a melhor comemoração de gol:
"E o salário, ó" - Fluminense (homenagem a Chico Anysio)
Energia RJ - o torcedor mais fanático:
Hugo, torcedor do Vasco
Estilo RJ - o jogador que mais caprichou no visual:
Fábio Ferreira (Botafogo) e seu moicano
Paixão RJ - o jogador mais querido dos torcedores:
Dedé (Vasco)
Paz RJ - o time com menor número de cartões:
Botafogo
Alegria RJ - a equipe com ataque mais positivo:
Botafogo

domingo, 13 de maio de 2012

Deco o MAGO

Homenageado pela torcida, Deco avisa: 'Tem mais por conquistar'
Crucial na temporada, meia sai com dores e preocupa para jogo contra o Boca. Tricolores levantam letras para formar a mensagem 'Deco Mago'




Capitão, maestro em campo, querido pela torcida. Esses adjetivos definem o meia Deco, destaque do Fluminense na temporada. Com boas atuações tanto na Libertadores quanto no Carioca, ele deixou a rotina de lesões no passado e virou referência no grupo. Neste domingo, veio a taça do estadual após vitória do Tricolor por 1 a 0 sobre o Botafogo no Engenhão. Mas para o jogador, que viu a mensagem "Deco Mago" em letras formadas por torcedores nas arquibancadas, é apenas o primeiro passo para um ano vitorioso.


 - A sensação de ser campeão é maravilhosa. Tem uma importância enorme, faz sete anos que o Fluminense não ganha, e é um título carioca, com grandes times, como Botafogo, Vasco e Flamengo. Vencer é sempre gratificante. O mérito é grande, é enorme e tem muito mais coisa por conquistar - disse, referindo-se ao título da Libertadores, competição em que a equipe já está nas quartas de final.


Thiago Neves celebra: 'O Flu foi a escolha certa'



Camisa 7 do Tricolor comemora retorno ao clube já conquistando o título carioca como um dos destaques da equipe
O bom filho à casa torna", assim diz o dito popular sobre os filhos que criamos e que aguardamos de volta. Assim foi a história de Thiago Neves no Fluminense. Depois de sair para o Hamburgo, da Alemanha e, posteriormente, para Al-Hilal da Arábia Saudita e o rival Flamengo, o camisa 7 voltou ao tricolor conquistando o título carioca, sua segunda conquista no time. Título assegurado com a vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, neste domingo.
 Receba primeiro as notícias do Fluzão no seu celular!
- Fui feliz na minha escolha de voltar ao Fluminense. Agradeço ao Celso Barros e ao Peter Siemsen por acreditarem em mim e no meu futebol - disse o jogador.

Fluminense CAMPEÃO CARIOCA DE 2012



HOME Comemoração do Fluminense (Foto: Cléber Mendes)


sábado, 12 de maio de 2012

Divisão do Engenhão será mantida para a decisão entre Flu e Botafogo


Torcida tricolor já se manifestou por redes sociais, mas logística não permite mudança tão perto do jogo, que será neste domingo, às 16h (de Brasília)



estádio Engenhão decisão Botafogo x Fluminense (Foto: André Casado / Globoesporte.com)

Apesar da manifestação de torcedores do Fluminense em redes sociais, não há a possibilidade de mais um setor do Engenhão ser cedido para a final do Campeonato Carioca, domingo, às 16h (de Brasília), contra o Botafogo. Com a venda já iniciada, os ingressos destinados aos tricolores já estão esgotados.
Segundo o diretor executivo do Botafogo e um dos responsáveis pela administração do estádio, Sérgio Landau, uma mudança como essa precisaria de tempo para ser efetuada. A torcida alvinegra fica nos setores Oeste e Norte, enquanto a do Fluminense ocupa Leste e Sul.
- Há uma série de situações, principalmente no entorno do Engenhão, que precisariam ser resolvidas, como a segurança dos torcedores. Além disso, a venda já começou. Isso teria de ser acordado com uns 15 dias de antecedência - afirmou Landau.
A procura dos ingressos por parte dos torcedores do Flu aconteceu pela situação que envolve a final. Depois de perder o primeiro jogo por 4 a 1, o Botafogo só será campeão se vencer por quatro gols de diferença ou conseguir vantagem de três e for melhor na disputa de pênaltis.
O Grupamento Especial de Policiamento dos Estádios (Gepe) também não admitiria a mudança repentina, já que teria de ser montado um efetivo especial para isolar as torcidas rivais em uma entrada semelhante, e o risco de confusão, em acessos muito próximos, seria grande. Mas nada impede que tricolores comprem bilhetes e assistam à partida nos setores alvinegros, o que não é recomendado pelas autoridades, principalmente, claro, os que pensam em se uniformizar.
O estádio, desta forma, não deve receber mais do que 30 mil pessoas. Os ingressos para a torcida do Botafogo ainda estão à venda. Os preços foram mantidos em relação à primeira partida e variam de R$ 15 (meia) a R$ 60. Há gratuidade para menores de 12 anos, idosos e deficientes em todos os setores e meia-entrada para estudantes. Cada torcedor pode adquirir até três ingressos, seja na venda online (site www.futebolcard.com.br) ou na presencial.


Para meia-entrada, há exigência da comprovação documental tanto na venda quanto no acesso ao estádio, além do impedimento da compra de meia-entrada por terceiros, mesmos munidos de documentos comprobatórios. Para exercer este direito, o próprio beneficiário deverá comparecer aos postos de venda.


Preços dos bilhetes:
Norte: R$ 30 (R$ 15 meia) - Botafogo
Oeste Superior: R$ 40 (R$ 20 meia) - Botafogo
Oeste Inferior: R$ 60 (R$ 30 meia) - Botafogo


Pontos de venda:


- General Severiano – Avenida Venceslau Brás nº72 – Botafogo (Torcida do Botafogo)
- Caio Martins – Av. Presidente Backer s/n – Niterói (Torcida do Botafogo)
- Stadium Rio (Engenhão) Rua das Oficinas (Bilheteria Norte) Engenho de Dentro. (Torcida do Botafogo) – Somente a partir de sexta-feira (11/05), 10h.
- Marechal Hermes – Rua Xavier Curado nº 1705 (Torcida do Botafogo)
OBS: No Engenhão, somente a partir de sexta-feira, 10h.


Estacionamento:


- Antecipado (de quarta-feira até a véspera do jogo)
Sócio-proprietário alvinegro - R$ 15 (Limitado a 300 no total e a 1 por pessoa) - estacionamento Norte 1 - comprar na Central de Atendimento ao Sócio na sede. Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira de 8h às 20h, sábados e feriados de 8h às 16h


"Sou Botafogo" - R$ 15 (Limitado a 200 no total e a 1 por pessoa) - estacionamento Norte 1 - comprar na sala de atendimento na sede. Horário de funcionamento: de terça a sexta-feira de 10h às 17h, sábado de 9h às 14h


"Sou Botafogo VIP" - R$ 15 (Limitado a 200 no total e a 1 por pessoa) - estacionamento Oeste
- comprar na sala de atendimento na sede. Horário de funcionamento: de terça a sexta-feira de 10h às 17h, sábado de 9h às 14h


- No dia do jogo
Todos os torcedores - R$ 20 - Estacionamento Norte 1

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Faça o site da sua empresa com o custo que cabe no seu bolso!

Fred: 'Foi uma vitória de guerreiros e merecida'

Com Fred é assim: gol e dancinha | Foto: Marcelo Regua / Agência O DIa



Rio -  A vitória, na raça, do Time de Guerreiros serviu para mostrar que o elenco do Fluminense está preparado para enfrentar a pressão que envolve jogos decisivos da Libertadores. Para o capitão Fred, o time mostrou maturidade depois de levar um gol logo no início do Internacional e o que poderia desestabilizar acabou dando forças para a busca pela vaga nas quartas de final.






“Foi uma vitória de guerreiros e merecida. Saímos atrás e viramos ainda no primeiro tempo. Depois conseguimos segurar essa pressão toda. O Inter está acostumado a disputar este tipo de competição, mas nosso grupo mostrou que está preparado para disputar essa Libertadores”, disse Fred, que foi substituído sentindo dores musculares na coxa direita e preocupa para a decisão de domingo contra o Botafogo, pelo Carioca, e para enfrentar o próprio Boca.


O técnico Abel Braga exaltou o poder de decisão de seu camisa 9, que, mais uma vez, apareceu quando o time mais precisou.


“Eu nunca coloquei nenhuma dúvida com relação a esse jogador. Mais uma vez ele mostrou quem é. O jogador decisivo faz a diferença na hora certa”, afirmou Abelão, que considerou a classificação justa, principalmente pela campanha do Tricolor na primeira fase da competição.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Ingressos esgotados para Fluminense x Inter

Todos as entradas para a partida da noite desta quinta-feira, válida pelas oitavas de final da Libertadores, foram vendidas
Torcida do Fluminense no Engenhão (Foto: Alexandre Loureiro)

Todas os ingressos para a partida entre Fluminense e Internacional, válida pelas oitavas de final da Copa Santander Libertadores, foram vendidos. São esperadas cerca de 40 mil pessoas na noite desta quinta-feira no Engenhão.
No primeiro jogo, no Beira-Rio, o Tricolor das Laranjeiras segurou um empate, em 0 a 0. Empate sem gols leva a partida para os pênaltis e igualdade de 1 a 1 para cima dá a classificação para o Colorado. Para o Tricolor só a vitória interessa.

A decisão: Fluminense X Internacional

Em clima de final, Flu e Inter decidem vaga nas quartas da Libertadores
Tricolor conta com excelente retrospecto diante do Colorado, que tem na escalação de Oscar o trunfo para voltar a vencer o rival e sair classificado








O clima é de tensão e expectativa. Após um jogo extremamente disputado no Beira-Rio, Fluminense e Internacional voltam a se enfrentar às 22h desta quinta-feira, no Engenhão, para definir quem avança rumo às quartas de final da Libertadores. Quem vencer segue na competição e encara o Boca Juniors, que despachou o Unión Española. Empate em um ou mais gols dá a vaga ao Colorado enquanto um novo 0 a 0, resultado da primeira partida, leva a disputa para os pênaltis. O Flu conta com bom retrospecto diante do rival e chega embalado pela goleada por 4 a 1 sobre o Botafogo no primeiro duelo da final do Carioca, no último domingo. Já o Inter recebeu a notícia de que vai poder contar com Oscar e conta o ímpeto do jovem para se classificar.
A última derrota do Tricolor para o Colorado aconteceu no Campeonato Brasileiro de 2009, quando perdeu por 4 a 2 no Beira-Rio. De lá para cá foram seis encontros, com três empates e três vitórias cariocas, sendo duas no Brasileirão do ano passado com Abel Braga no comando da equipe. Mas, mesmo assim, o treinador do Flu quer o time com o pé no chão, ciente de que vai ter de suar muito a camisa para vencer.
O retrospecto recente não é bom para o Internacional, mas o técnico Dorival Júnior demonstra confiança no seu grupo. Além da novidade de poder contar com Oscar, o comandante conta com um grupo experiente em competições como a Libertadores. E voltando ao passado, a última vez que os clubes se enfrentaram em uma competição sem ser o Brasileirão foi em 1992, quando o Colorado conquistou a Copa do Brasil em final polêmica.


O brasileiro Wilson Seneme será o árbitro do confronto. Ele será auxiliado por Carlos Berkenbrock e Marcelo Van Gasse. O GLOBOESPORTE.COM acompanha o jogo em Tempo Real.


Fluminense: a única dúvida de Abel Braga para o confronto desta noite está no meio-campo. Valencia está recuperado e voltou a ser relacionado. No entanto, o treinador ainda não definiu se ele irá entrar desde o início. Caso inicie no banco, Edinho será escalado. De resto, o Flu vem sem novidades. O time deve entrar em campo com: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho (Valencia), Jean, Deco e Thiago Neves; Rafael Sobis e Fred.
Internacional: com o ofício da CBF para a Conmebol informando que Oscar tem condições de jogo, o técnico Dorival Júnior não tem mais dúvidas para o confronto. O time entrará em campo com: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Fabrício; Guiñazu, Sandro Silva, Tinga, Oscar e Dátolo; Leandro Damião.




Fluminense: Anderson, Diguinho e Wellington Nem já estão recuperados de suas respectivas lesões. No entanto, como deixaram o departamento médico nesta semana, ainda não realizaram nenhum treino com bola. Com isso, estão fora do time.
Internacional: são somente dois desfalques para a partida. Em fase final de recuperação, D’Alessandro ficou em Porto Alegre e treina para estar em campo na final do Gauchão, domingo, contra o Caxias. Com dores musculares na coxa esquerda, Kleber ainda deve permanecer pelo menos 20 dias no departamento médico.




Fluminense: após dar um show no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, a expectativa em cima do futebol de Deco está alta. Com passes magistrais, o camisa 20 comandou a goleada por 4 a 1 sobre o Botafogo. Ele é o cérebro do meio-campo tricolor e tem a missão de deixar Fred na cara do gol.
Internacional: reforço de última hora devido à briga judicial com o São Paulo, Oscar é atração colorada para o confronto. No último fim de semana, o jogador voltou a atuar depois de 47 dias e foi coroado com o gol de empate diante do Caxias. Na ocasião, caiu no gramado e foi às lágrimas.






Abel Braga, técnico do Fluminense: "Nenhuma equipe vai vencer este jogo de forma fácil. Será sofrido sempre. São grandes jogadores dos dois lados. O nosso segredo vai ser sofrer na marcação sempre que não estivermos com a bola. E atacar com inteligência. Aprendemos contra o Boca que não dá para sair como um louco para o ataque. Jogamos por uma bola e é essa que temos de buscar, cientes de que, se sofrermos um gol, vamos ter de buscar dois".
Dorival Júnior, técnico do Inter: "São duas equipes que vão atacar e marcar muito forte. Não vamos para o Rio de Janeiro para sermos sparring. Os dois times vão procurar o gol. O Fluminense vem em ascensão, mas o Inter tem tudo para fazer uma boa partida".






* Quem tem vantagem? Confira o histórico do confronto no Futpédia
* Empatar por 0 a 0 a primeira partida na fase decisiva da Libertadores costuma ser uma boa vantagem. Nas últimas sete Libertadores, de 2005 a 2011, houve dez casos de empates sem gols nas partidas de ida e em oito oportunidades o time que atuou casa no jogo da volta se classificou para seguir na competição.
* O primeiro confronto entre as duas equipes aconteceu há 75 anos. Na oportunidade, dia
8 de agosto de 1937, o Internacional venceu por 1 a 0, em amistoso disputado no antigo Estádio dos Eucaliptos em Porto Alegre..
* O Internacional leva desvantagem em confrontos com outras equipes brasileiras pela Libertadores. Em 21 jogos, o Colorado obteve cinco vitórias, oito empates e oito derrotas.




 O último confronto entre Fluminense e Inter ocorreu há duas semanas. Jogando no Beira-Rio, os times empataram por 0 a 0 em jogo tenso. Dátolo teve a chance de sacramentar a vitória em cobrança de pênalti defendida por Diego Cavalieri. Perto do fim do jogo, o Colorado ainda colocou uma bola na trave.

terça-feira, 8 de maio de 2012

Flu segura promessa de Xerém com primeiro contrato profissional


davi fluminense santos sub 15 (Foto: Nelson Perez / FluminenseF.C.)
O volante Davi assinou com o Flu por três anos


Considerado uma joia nas categorias de base do Fluminense, o volante Davi, de 16 anos, assinou seu primeiro contrato profissional com o clube. O garoto firmou compromisso com o Tricolor pelos próximos três anos. No entanto, segundo o coordenador geral das categorias de base, Fernando Simone, o Flu quase perdeu a promessa para o Corinthians.


- Não foi fácil. Ano passado ele vinha sendo constantemente assediado pelo Corinthians. Mas a gente conseguiu convencer a família a assinar este primeiro compromisso. Foi uma vitória. Agora vamos ver como será sua evolução em campo - afirmou Simone, que considera Davi um segundo volante com grande qualidade na saída de bola.


Procurados pelo GLOBOESPORTE.COM, dirigentes das categorias de base do clube paulista não quiseram falar sobre o caso.


Davi completou 16 anos no dia 15 de março. Nas categorias de base do Fluminense, sempre foi o capitão. Além disso, o jogador é constantemente convocado para a Seleção Brasileira. Ano passado, conquistou o título do Sul-Americano sub-15 com o Brasil, terminando a competição entre os titulares. O objetivo agora é seguir a caminhada e repetir os passos de promessas como Wellington Nem e Marcos Junior, que estão entre os profissionais.